terça-feira, 4 de março de 2014

Locomotiva EMD SD40-2 #403 E. F. Carajás





    A Locomotiva SD40-2, fabricada pela Electro Motive Diesel - EMD, tornou-se um grande sucesso de vendas atingindo a marca de 3957 unidades fornecidas à ferrovias dos Estados Unidos, Canadá, México e Brasil desde o início de sua produção em 1972 até 1986 quando deixou de ser produzida. Burlington Northern e Union Pacific foram os principais clientes desse modelo da EMD.




Modelo de alta potência para o mercado norte-americano eram destacadas principalmente para o transporte de carvão e carga geral.
SD40, o 645 turbo-alimentado, mas o peso foi elevado para 180 toneladas.


A Estrada de Ferro Carajás - EFC, foi projetada e construída para utilização de locomotivas de grande porte, de até 30 toneladas por eixo. No início de suas atividades encomendou locomotivas C30-7 da GE e SD40-2 da GM. As 10 primeiras SD40-2 que chegaram à EFC foram produzidas em Araraquara/SP na Villares sob licença da EMD. Posteriormente a Villares entregou novo lote com dezenove unidades da SD40-2 à EFC, produzidas sem nenhuma alteração no projeto, portanto, idênticas às SD40-2 norte-americanas.


Antes da pintura bege e marron, as SD40-2 rodavam no 1º padrão de pintura da EFC baseado na pintura da EFVM/CVRD, marron e branco...






Atualmente, com o controle da VALE, as SD40-2 da EFC começam a receber a pintura no padrão da VALE quando passam por reforma.
















Para este trabalho foi utilizado um modelo em escala "ho" SD40-2 da Athearn














Veja  mais detalhes sobre esse trabalho acessando: http://ferromodelismo.maisforum.com/t38-locomotiva-emd-sd40-2-403-efc-_-ednardo: 

sábado, 7 de dezembro de 2013

Natal 2013

Está se aproximando novamente o Natal. Tempo de Paz e harmonia.
Desejo à todos que o sentimento de Amor e Caridade se fortaleça dentro do coração e possa se expandir através de palavras de conforto carinho e solidariedade.
Que nossos olhos possam ver com mais Carinho e Compreensão, para que continuemos a merecer a visão. Que nossa boca possa emitir palavras de Esperança e Fé, para que possamos justificar o dom da fala.
Que o natal traga a Paz aos corações dos homens e nos permita compartilhar essa alegria com nossos irmãos...

Feliz Natal!



domingo, 1 de dezembro de 2013

Locomotiva ALCo RS-3 #7119 RFFSA fase 1



As Locomotiva RS-3 chegaram ao Brasil pela EFCB - Central do Brasil, em 1952. Foram fabricadas pela American Locomotive Company (ALCo) nos EUA. destacadas para trens de carga como os pesados trens de minério e também para transporte de passageiros, essas valentes e locomotivas trabalham até os dias atuais, e ainda encantam os amantes das ferrovias por sua beleza com design de linhas suaves e arredondadas. As RS-3 da EFCB foramtransferidas para a RFFSA - Rede Ferroviária Federal S/A, posteriormente passaram a integrar a frota da Supervia no Rio de Janeiro e da CPTM em São Paulo.

Com potência capaz de gerar 1500hp o motor Diesel-Elétrico ALCo 244 é o mesmo que até hoje propulsiona as RS-3 que foram EFCB.

Na RFFSA, as RS-3 eram lotadas em diferentes SRs, e com isso ocorriam diferenças no padrão de pinturas do piloto (testeira), bem como o posicionamento diferente dos faróis de dois focos que eram instalados nas locomotivas que eram reformadas e possuíam o farol de foco único. Em alguns modelos vemos os dois faróis posicionados na vertical, em outros na horizontal.

A pintura escolhida para este trabelho é a mais comum, refere-se à fase 1, predominando o vermelho com faixas amarelas, com as testeiras também em vermelho com faixas diagonais em amarelo.

Sob encomenda do amigo André Luiz Oliveira a RS-3 escolhida para esse trabalho é a #7119














Veja mais sobre o passo-a-passo desse trabalho no fórum Ferromodelismo

domingo, 30 de junho de 2013

Locomotiva EMD SD40-2 MRS #5218-6



A MRS Logística recebeu 36 unidades da SD40-2 da RFFSA (Rede Ferroviária Federal S.A.) em operação na condição original. Posteriormente realizou a modernização de três delas. Todas as 36 unidades da SD40-2 foram fabricadas na Espanha pela Material y Construcciónes, S.A. (MACOSA), as quais foram numeradas de 5211 a 5246.

A SD40-2 #5218-6F recebeu o 2º padrão de pintura da extinta RFFSA e foi batizada como Guaratingüetá.
Na MRS, em função do super-aquecimento nos túneis da serra do Mar, foram instalados dispositivos chamados de "Orelhas de Elefante" que direcionam o ar para as grades de ventilação do motor da locomotiva.



Este é um trabalho de pintura e envelhecimento de uma SD40-2 da Bachmann, sob encomenda do amigo Celso.









 











Veja o passo-a-passo acessando:
http://ferromodelismo.maisforum.com/t37-locomotiva-emd-sd40-2-mrs-5218-6_celso